quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

Um novo olhar

Terminado o tratamento do Gaspar a euforia e o medo invadem-me. Começo quase inconscientemente a preparar - me para voltar ao trabalho, a sentir que o Gaspar pode apressar a sua ida para a escolinha e finalmente voltar a ter o meu espaço , o meu mundo, os meus alunos, o meu stress, o meu cansaço no final do dia e a recompensa de poder repeti-lo no dia seguinte quase da mesma forma, e no outro, e mais outro, sem grandes diferenças assinaláveis. A mesma rotina, o previsível, tudo controlado - a PAZ. Nessa altura foi quando me dei conta que algo, ao longo deste tempo, mudou e me mudou. A paz passava agora a ter outro significado e tudo o que me envolve está diferente. Eu sinto diferente. As pessoas estão diferentes, o mundo está diferente. Gosto cada vez mais de andar por aqui, de estar, de participar, de viver e conviver e mais do que tudo de conhecer. È por isso mesmo que vos quero mostrar uma imagem do nosso último fim de semana.


2 comentários:

Poing disse...

Ola, fico muito feliz,por saber que as vossas vidas estão aos poucos a voltar á normalidade.
Quando conheci este Blogg pensava no nome " uma historia do Gaspar " e achava estranho não chamarem ao blogg " a historia do Gaspar " , mas agora percebo perfeitamente o porque, esta é so mais uma hostoria do Gaspar, no meio de tantas que ele ainda vai ter para contar pela vida fora.....
Quero felicitar-vos pela familia linda, que é igual a minha em genero e numero.....lol
Muitas muitas FELICIDADES!!!!!

leoadesintra disse...

linda anelue,
isto que vou dizer não tem muita importância (e até pode parecer um pouco presunçouso), mas ao ler o post em que descreves como o mundo está diferente à tua volta porque o local a partir de onde o olhas e vives é outro, - diria mesmo, muito acima e com muito mais clarividência do que a maioria de nós - lembrei-me mais uma vez de como vocês nos deram - me deram - uma pouco dessa luz que construiram à volta da vossa experiência com o Gaspar. Também para mim o mundo já não é o mesmo. Nunca vos vou conseguir agradecer o suficiente por serem quem são.
este comentário está um bcado confuso. desculpem lá!
bjs gds